segunda-feira, 16 de março de 2009

OptiPNG: otimizando PNG’s sem perda de qualidade

Quem trabalha com gráficos para web sabe o quanto é importante otimizar as imagens do seu projeto, seja para acelerar o tempo de carregamento das páginas, seja para cortar o desperdício de banda ou até mesmo para economizar o espaço da hospedagem.

Não há muitas ferramentas boas e gratuitas para fazer esse trabalho. A maioria: (i) é paga, (ii) deixa uma marca d’água “bem bacana” nas imagens, (iii) tem período de testes, ou (iv) pior ainda: está embutida em um editor, que é invariavelmente mais caro/pesado que um simples otimizador. Uma solução livre e, principalmente, de excelente qualidade é o optiPNG.

Ele analisa as imagens e vai fazendo várias tentativas até encontrar a melhor configuração para cada imagem sem que ela perca qualidade. E quando eu digo sem perder qualidade eu falo de lossless! Para isso ele usa os artifícios do formato PNG, que vão desde ajustar a taxa de bits por pixel até indexar imagens em RGB, alcançando reduções de tamanho superiores a 40%, na maioria dos casos.

Para instalar é bem fácil: se usa Linux, procure no repositório de sua distro; se usa Windows, faça o download aqui. Usar é mais fácil ainda: no Linux ou no Windows, abra um terminal e digite:

optipng imagem.png

No Windows você precisa estar na mesma pasta do executável, caso contrário ele não vai conseguir localizá-lo. Se você usa Windows e tem pavor de terminais e telas coloridas (azuis, por exemplo ^^) calma, você pode simular o comando acima arrastando os ícones das imagens até o executável do optiPNG.

Infelizmente o optiPNG só trabalha diretamente com PNG. É até meio óbvio dizer isso, por causa do nome do programa, por isso quando ele tem de otimizar outros formatos de imagem ele gera um PNG otimizado daquela imagem, o que nem sempre funciona. Como todo bom utilitário de terminal ele é cheio de opções, por isso vale a pena dar uma lida no manual dele, mas o comando puro já resolve os problemas da maioria de nós, mortais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário